28 outubro 2014

Resenha Livro - Extraordinário




O livro que li e amei esse mês foi "Extraordinário" literalmente, primeiramente vou falar a história para vocês entenderem e depois vou escrever uma pequena pauta do que achei. O livro conta a história de Augutst Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade...até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente.Prestes a começar o quinto ano em colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


Infelizmente hoje em dia o que mais vemos é o chama Bullyng, muitas crianças e adolescentes sofrem algum tipo de pré-conceito, ou seja, julgar o outro sem mesmo conhecer suas virtudes. Não acho que a aparência de uma pessoa seja mais importante que seu caráter, as pessoas que sofrem bullyng as vezes se aprisionam em seu mundo e não querem mais que ninguém às vejam com medo de ser julgadas. O pior dos  pré-conceitos esta dentro de casa, quando os pais ficam o tempo todo apontando o dedo para seus filhos falando todos os erros e defeitos que a criança tem, acho que esse é um dos piores bullyng, pois a criança espera a todo momento receber carinho dos seus pais e não ataques verbalizados.Os pais devem entender que palavras machucam, até mais do que um simples "esporro", na maneira mais informal de se dizer. O pior é que essas crianças que sofreram na infância, crescem com medo de tudo e de todos.


Ao contrário do que eu disse no livro, os pais de Auggie são bem atenciosos, esse carinho e afeto da para ser visto ao decorrer da leitura, o pior momento para os pais é optar se Auggie deve ou não entrar em uma escola, mas felizmente é resposta é positiva, o personagem principal entra na escola no quarto ano e infelizmente sofre muito com o tal chamado bullyng, mas o melhor é que Auggie enfrenta todos os desafios com seu jeito engraçado e brincalhão e desse mesmo modo conquista amigos verdadeiros, a história é emocionante e deve ser lida por pais, professores e alunos que querem saber o que seus filhos, alunos e amigos sentem quando sofrem algum tipo de agressão seja ela verbalizada ou não.


Somente Deus pode julgar alguma falha dos homens, nós seres humanos, não temos esse poder, então por isso peço. não julguem.




"Mantenha calma e siga em frente"  - Lema da Segunda Guerra mundial